Pandemic

Sumário:

As notícias sobre a epidemia do coronavírus continuam ocupando as manchetes dos jornais. Os esforços de contenção estão se mostrando insuficientes; provavelmente logo a Organização Mundial de Saúde vai declarar que a epidemia se transformou em uma pandemia.

Profissionais da área de epidemiologia estão familiarizados com o ciclo de progressão de uma epidemia ou pandemia. Mas leigos também podem aprender um pouco sobre o assunto com um jogo: Pandemic (Matt Leacock, 2008).



Publicação: 28 Feb 2020
Tempo de leitura: 3 min

Assuntos: jogos ciência
Palavras-chave: jogos de tabuleiro epidemia pandemia coronavírus COVID-19 jogos cooperativos Médicos sem Fronteiras
Pessoas: Matt Leacock
Jogos: Pandemic

As notícias sobre a epidemia do coronavírus continuam ocupando as manchetes dos jornais. Os esforços de contenção estão se mostrando insuficientes; provavelmente logo a Organização Mundial de Saúde vai declarar que a epidemia se transformou em uma pandemia.

Profissionais da área de epidemiologia estão familiarizados com o ciclo de progressão de uma epidemia ou pandemia. Mas leigos também podem aprender um pouco sobre o assunto com um jogo: Pandemic (Matt Leacock, 2008).

O jogo

Pandemic foi publicado inicialmente como um jogo de tabuleiro, em 2008, pela Z-Man Games. Foi um sucesso imediato. Desde então, foi reimpresso várias vezes, e deu origem a várias expansões e novos jogos de tabuleiro – como o Pandemic Legacy, que mostra a história de um ano de atividades de uma equipe de epidemiologistas –, e ganhou versão digital, disponível em vários dispositivos (Steam, Android, iOS).

Um dos pontos mais interessantes do jogo é ser cooperativo e não competitivo. Os jogadores (dois a quatro, no jogo original) são uma equipe, trabalhando em conjunto para encontrar as curas para quatro doenças que podem se transformar em pandemias.

tabuleiro do Pandemic

A imagem acima mostra os peões de dois jogadores e um centro de pesquisa em Delhi. A doença representada pelos cubos pretos está sob controle – apenas alguns casos em três cidades. Já a doença representada pelos cubos vermelhos apresenta muitos casos em seis cidades. Isso cria o risco de um breakout, quando a doença se espalha rapidamente por várias regiões.

O mercado de jogos de tabuleiro modernos tem dado muita ênfase a jogos cooperativos. Não se engane: Pandemic é um jogo bastante tenso, mesmo com a cooperação entre os jogadores. O sistema do jogo foi muito bem montado: por melhor que seja o trabalho da equipe, sempre há a possibilidade de novos focos de uma doença aparecerem.

É interessante que o objetivo dos jogadores não é erradicar as doenças do mundo, e sim descobrir as suas curas. Por outro lado, a pressão do tempo é permanente: os jogadores trabalham contra o relógio, sob pena de todos os seus esforços darem em nada…

Pelo menos as regras não são difíceis. Além disso, por ser cooperativo, os jogadores precisam mesmo se ajudar, combinando ações em conjunto. Cada jogador controla um especialista, com capacidades especiais que podem ajudar bastante a equipe… mas tudo isso tem que ser planejado e combinado. Alguém que insista em jogar sozinho provavelmente vai provocar a derrota coletiva.

O jogo de tabuleiro original ganhou uma edição brasileira em 2019, publicada pela Galápagos Jogos.

O autor

A página de Matt Leacock (https://www.leacock.com/about) tem várias informações sobre ele e sobre os seus jogos. Uma é particularmente relevante aqui: 5% dos royalties que ele recebe pelos produtos da família Pandemic são doados aos Médicos Sem Fronteiras.

Graças ao sucesso do Pandemic, Matt Leacock conseguiu se dedicar em tempo integral ao design de jogos, e é o responsável por vários outros jogos muito bons.