Resenha -- Ubongo

Sumário:

Normalmente não me ligo muito em jogos abstratos, mas Ubongo (a palavra em swahili para "cérebro") foi uma agradável exceção. Trata-se de um jogo rápido e divertido, que tem agradado a pessoas de **backgrounds ** bem diversos por aqui.



Publicação: 20 Feb 2008
Tempo de leitura: 2 min

Assuntos: jogos
Palavras-chave: Ubongo resenha
Pessoas: Breno Kümmel

Normalmente não me ligo muito em jogos abstratos, mas Ubongo (a palavra em swahili para "cérebro") foi uma agradável exceção. Trata-se de um jogo rápido e divertido, que tem agradado a pessoas de **backgrounds ** bem diversos por aqui.

**Ubongo ** é simultaneamente um jogo de raciocínio e de destreza. Dois a quatro jogadores recebem, cada um, nove cartelas com a seguinte configuração:

image

À direita da cartela, está uma área que tem que ser totalmente preenchida com algumas peças geométricas. Quais peças? O dado (embaixo à esquerda, na foto) indica uma figura que pode ser encontrada na lista do lado esquerdo da cartela. No exemplo acima, o dado indica a gazela, e as peças correspondentes já foram separadas (abaixo da cartela). Até aí muito bem, mas este quebra-cabeças relativamente simples tem que ser realizado no tempo indicado por uma ampulheta (em minha experiência, as ampulhetas que acompanham o jogo variam um pouco em torno a um minuto). O procedimento é este: todos separam uma das cartelas; a seguir um jogador lança o dado e anuncia a figura, ao mesmo tempo que vira a ampulheta. Com o tempo correndo, os jogadores têm que separar as peças adequadas e colocá-las na área à direita da cartela. Quando alguém completa o quebra-cabeças, deve dizer "Ubongo!" e passar para a segunda parte do jogo: apanhar as pedras coloridas que correspondem aos pontos de vitória. (Nota: o fato de alguém dizer "Ubongo!" não significa que os outros devem parar, todos devem continuar tentando enquanto o tempo não acabar).

image

No centro da mesa, fica uma cartela coberta com pedras coloridas (em seis cores). Sempre durante o tempo da ampulheta, após dizer "Ubongo!" um jogador move seu peão nesta cartela e apanha duas pedras. A vitória no jogo é determinada pelas pedras e não pelos quebra-cabeças; estes são apenas um meio para chegar até elas. Vale notar que a regra original para a coleta das pedras e sua pontuação deixa um pouco a desejar e sempre uso uma regra sugerida no BGG, que pode ser encontrada no arquivo com as regras em português colocado lá pelo meu amigo Breno. **Ubongo ** exige, assim, tanto uma boa capacidade de visualização espacial quanto agilidade e rapidez, aliadas ao raciocínio na hora de escolher as pedras. Este jogo tornou-se um favorito de minha família e de nossos amigos e sempre vê mesa por aqui.