Partidas degeneradas

Sumário: Transgressões de expectativas.

Publicação: 4 Jan 2021
Tempo de leitura: 3 min

Assuntos: minha-pesquisa
Palavras-chave: regras regras de jogo jogos transgressões expectativas jogadores stakeholders group thinking partida degenerada RPG torcida Peru Argentina Copa do Mundo 1978 Lima Líbia Egito
Pessoas: Dean Essig
Jogos: Through the Ages Diplomacy DAK-II futebol

Atualmente, a minha pesquisa trata das relações entre os jogadores e as regras dos jogos. Uma parte importante desta abordagem envolve as transgressões. Um caso típico de transgressão é o da trapaça, claro, mas há vários outros.

Hoje cedo, eu estava refletindo sobre um caso específico de transgressões, que decidi chamar de transgressões de expectativa. São comportamentos de jogadores, em conformidade com as regras formais do jogo, mas que de algum modo transgridem as expectativas sobre o que deveria ser o seu comportamento.

A questão-chave é: expectativas de quem? Nesta reflexão, ainda preliminar, distingui quatro fontes de expectativas, que indico abaixo, com exemplos das transgressões correspondentes.

  1. Expectativa individual de um jogador

O exemplo aconteceu ontem comigo, e foi o que motivou a reflexão. Jogando uma partida online de Through the Ages, fiquei decepcionado porque a partida se transformou em um festival de guerras e agressões. Este tipo de situação era muito comum com a primeira edição deste jogo; com a nova edição, tornou-se mais raro, mas não impossível.

  1. Expectativa do grupo

Esta também é chamada de group thinking, especialmente no campo dos RPGs. É uma espécie de extensão, para o grupo, da transgressão de expectativas individuais a que me referi no caso anterior. Lá, um dos jogadores tem uma expectativa sobre a partida, mas não é compartilhada pelos demais jogadores; aqui, o comportamento de um dos jogadores viola uma expectativa compartilhada pelos demais. Um exemplo que testemunhei, diversas vezes, acontecia em partidas de Diplomacy, quando dois jogadores celebravam uma aliança permanente, inquebrável sob quaisquer circunstâncias.

  1. Expectativa do criador do jogo

DAK-II é um jogo sobre as operações militares na Líbia e no Egito, entre 1940 e 1942. Dean Essig, o criador do jogo, escreveu nas regras de vitória: “Se vocês ainda estão olhando um para o outro sobre a fronteira entre a Líbia e o Egito, no fim de 1942, esperando que o adversário faça alguma coisa primeiro, tentem novamente.” Não conheço caso em que isso tenha acontecido, mas a situação é hipoteticamente possível.

  1. Expectativas de outros stakeholders

Eu uso o termo stakeholders para me referir a pessoas que têm interesse em uma partida, embora não participem diretamente dela. Um exemplo típico são os torcedores. Com respeito a um exemplo de transgressão de expectativas de stakeholders, menciono a reação agressiva da torcida de Lima, recebendo a seleção de futebol do Peru, após a partida de 21 de junho de 1978 contra a Argentina.

Em nenhum dos casos, referidos acima, houve transgressões das regras do jogo. Mas todos eles resultaram no que decidi chamar de partidas degeneradas – ou seja, partidas nas quais o jogo ficou muito distante do esperado. Não faço, com isso, um juízo moral: uso a expressão “degenerada” no mesmo sentido que um físico fala em “matéria degenerada”. Mas ainda terei que refinar este conceito.