Estrelas

Sumário: Todos nós seremos estrelas.

Publicação: 31 Oct 2020
Tempo de leitura: 3 min

Assuntos: memórias
Palavras-chave: Fame I Sing the Body Electric Colégio Marista Maristão 1980 festa formatura vestibular segundo grau ensino médio amigos

Hoje cedo, eu me dei conta de uma coincidência. O filme Fame (1980) estreou no mesmo ano em que e meus queridos colegas do Maristão concluímos o segundo grau – ou ensino médio, para usar o equivalente atual.

O filme estreou, nos EUA, em maio daquele ano; já a turma 1980 do Colégio Marista II Grau em Brasília concluiu seu ano letivo, pouco mais ou menos, em dezembro. Pouco mais ou menos, porque muitos de nós estávamos em ritmo de estudo frenético e ininterrupto, preparando-nos para as provas do vestibular; e o colégio continuou a oferecer aulas de reforço ao longo de dezembro.

Claro, isso não impediu que tivéssemos uma festa de formatura memorável, organizada por vários dos nossos colegas. Lembrei disso ao ver a linda cena final de Fame, quando os alunos apresentam a canção I Sing the Body Electric.

Quarenta anos. Éramos trezentos, hoje somos menos. Tenho a alegria de poder manter contato com alguns, amigas e amigos muito queridos. Estou em um momento da minha vida no qual, mais uma vez, passo por grandes mudanças; e continuo a celebrar o que está por vir, continuo a criar meu próprio amanhã.

Sei que todos nós já somos, e sempre seremos, estrelas.

Cena final do filme Fame (1980)

https://www.youtube.com/watch?v=tG-wl2qqD7Y

Poster do filme Fame (1980)

A letra original foi escrita por Michael Gore e Dean Pitchford. A reinterpretação da letra em português é minha.

Original       Português
I sing the body electric       Eu canto o corpo elétrico
I celebrate the me yet to come       Eu celebro o eu que está por vir
I toast to my own reunion       Eu saúdo minha própria reunião
When I become one with the Sun       Quando eu for um com o Sol
And I’ll look back on Venus       E vou olhar para trás, para Vênus
I’ll look back on Mars       E também para Marte
And I’ll burn with the fire       E vou arder com o fogo
Of ten million stars       De dez milhões de estrelas
And in time, and in time       E com o tempo, com o tempo
We will all be       Todos nós seremos
Stars       Estrelas
         
I sing the body electric       Eu canto o corpo elétrico
I glory in the glow of newbirth       Eu brilho com a glória do nascimento
Creating my own tomorrow       Criando meu próprio amanhã
When I shall embody the Earth       Quando eu for um com a Terra
And I’ll serenade Venus       E cantarei para Vênus
I’ll serenade Mars       Cantarei para Marte
And I’ll burn with the fire       E vou arder com o fogo
Of ten million stars       De dez milhões de estrelas
And in time, and in time       E com o tempo, com o tempo
We will all be       Todos nós seremos
Stars       Estrelas
         
We are the emperors now       Somos os imperadores agora
And we are the czars       Somos os czares
And in time, and in time       E com o tempo, com o tempo
We will all       Todos nós
I sing the body electric       Eu canto o corpo elétrico
I celebrate the me yet to come       Eu celebro o eu que está por vir
I toast to my own reunion       Eu saúdo minha própria reunião
When I become one with the Sun       Quanto eu for um com o Sol
And I’ll look back on Venus       E eu vou olhar para trás, para Vênus
I’ll look back on Mars       E também para Marte
And I’ll burn with the fire       E vou arder com o fogo
Of ten million stars       De dez milhões de estrelas
And in time, and in time       E com o tempo, com o tempo
We will all be       Todos nós seremos
Stars       Estrelas