Traços Distintivos de Estratégias em Jogos

Sumário:

Minha dissertação de mestrado em Design



Publicação: 9 Mar 2015
Tempo de leitura: 3 min

Assuntos: publicações-acadêmicas
Palavras-chave: jogos análise formalização traços distintivos

Minha dissertação de mestrado em Design

O arquivo .PDF original pode ser encontrado no repositório de teses e dissertações da UFPR, em https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/38019. Só que eu esqueci de otimizar o tamanho do arquivo, e ele ficou com mais de 90 Mbytes. Se você preferir, pode pegar a versão otimizada aqui mesmo (com 7 Mbytes).

capa da dissertação

Resumo

O cerne deste trabalho é a proposta de uma estrutura (framework) para o estudo de jogos, utilizando traços distintivos (TDs), um conceito inspirado em estudos linguísticos, que permite a descrição formal de características de jogos, mesmo as de caráter mais subjetivo. Isto, por sua vez, capacita criadores de jogos (game designers) a entender melhor estes artefatos e a projetar jogos melhores.

A estrutura de TDs é apresentada inicialmente como um modelo teórico. O primeiro exemplo de sua aplicação, ainda no plano teórico, cria um inventário de TDs que formaliza descrições sobre o meio de expressão dos jogos.

Em sua forma proposta, o modelo é flexível e extensível; o inventário de TDs pode ser configurado conforme a necessidade peculiar de cada pesquisa. Como o modelo não depende de qualquer definição de jogos, ele pode ser empregado em estudos sobre qualquer tipo de jogo. Neste sentido, ele pode ser empregado como a base para novas descrições formais, indo além dos modelos atuais.

Após a formulação no plano teórico, a proposta é testada em um caso prático, inspirado por pesquisas em Inteligência Artificial: ainda não há uma formalização do processo de análise estratégica de jogos, ou seja, o processo pelo qual uma pessoa aprende as regras de um jogo e procura aprender a jogá-lo melhor.

Esta fase da pesquisa baseia-se na hipótese de que um sistema de TDs é capaz de formalizar aspectos deste processo de análise, e que além disso o inventário de TDs deste sistema pode ser desenvolvido a partir de dados empíricos.

Para testar a validade desta hipótese, e assim colocar o modelo proposto à prova, foram elaborados questionários com perguntas sobre vários aspectos da análise de jogos, que foram determinados em sessões-piloto, e que serviram para sugerir um inventário preliminar de TDs a investigar.

Os informantes da coleta de dados foram os alunos de um curso de extensão sobre jogos de tabuleiro. Ao longo de sete aulas, dentre as dez aulas do curso, os alunos conheceram jogos novos e os jogaram. Antes e depois de cada partida, preencheram questionários analisando aquele jogo em particular.

Os resultados destes questionários foram analisados em termos do inventário preliminar de TDs, o que permitiu identificar características do processo de análise estratégicas de jogos que podem se revelar problemáticas para as pesquisas em inteligência artificial. Estes resultados confirmaram a validade da hipótese que orientou esta fase da pesquisa, e portanto que a proposta de TDs pode ser utilizada na prática.

Este trabalho, assim, apresenta duas inovações para a pesquisa de jogos: a própria proposta de uso de TDs, e a metodologia de coleta de dados sobre análise estratégica. Ambas abrem perspectivas de uso futuro em outras pesquisas sobre jogos.