RPGCon 2009 -- Primeiro dia

Como eu já havia mencionado anteriormente, fui prestigiar a RPGCon 2009, o primeiro evento nacional independente de RPGs, neste fim de semana em São Paulo. Eu e Edward chegamos na sexta-feira, dia 3, pela hora do almoço, almoçamos e fomos dar uma força para o pessoal que estava arrumando o local da convenção. Fomos recebidos com muito carinho por todos e ajudamos a arrumar os livros usados que seriam vendidos na feira durante o evento. Depois, saímos para jantar e o pessoal continuou lá trabalhando.

No sábado, chegamos cedo, antes dos portões se abrirem, para ajudar nos preparativos finais. Quando as portas se abriram, dirigi-me à área de jogos para a primeira de quatro aventuras que iria mestrar, O Torneio dos Sonhos, para Pendragon. Eu e Edward não precisamos esperar muito; logo uma turma muito simpática se uniu a nós e começamos a aventura, que transcorreu muito bem.

image

Mariana, a jovem de vermelho na foto acima, até mesmo apelou para o Poetinha e seu cavaleiro declamou um poema para uma dama que os hospedou:

De todo o meu amor serei atento
Ante e com tal zelo, sempre e tanto
Que mesmo em face ao maior encanto
Nele encontrará meu pensamento

Depois, fomos almoçar; o almoço foi um tanto demorado, pois a fila estava grande e lenta. Mas a seguir voltei à área de jogos e Edward foi ajudar na feira de livros usados. Desta vez, mestrei uma partida de Nephilim, A Rosa de Provins, para quatro dos mesmos jogadores da manhã e mais três outros jogadores. Infelizmente, a demora do almoço somou-se à demora em iniciar-se a aventura e não tivemos tempo hábil para acabar a partida, pois às 18:00 as mesas foram encerradas. Ainda assim, o pessoal se divertiu bastante com a aventura.

image

À noite, eu e Edward seguimos para a Ludus para jantar e, claro, para jogar mais um pouco. Enquantro esperávamos o resto do pessoal chegar, eu e Edward jogamos uma partida disputada de Ubongo, que eu consegui vencer. Depois, juntaram-se a nós Leandro, sua esposa Cecília, e Júlio, e engatamos uma partida de Shadows Over Camelot. Infelizmente não logramos vencer o jogo, apesar de não haver um traidor na mesa, e perdemos a partida com 7 espadas negras e nenhuma branca. A Ludus é realmente um espetáculo, tanto como casa noturna quanto como casa de jogos. FIquei muito feliz de tê-la conhecido finalmente.

image  

Pelas 23:00, retornamos ao hotel para descansar para o dia seguinte.

Quartel-mestre

Polímata.

Próximo
Anterior

Relacionados