Avanços da robótica

A perfeição robótica atingida com um atendente via WhatsApp.

Uma das grandes finalidades da computação é livrar humanos de atividades repetitivas. Claro, esta não é a principal finalidade; esta seria gerar economia para empresas.

De todo modo, uma combinação de avanços – entre computação, robótica, tecnologia de comunicação, inteligência artificial e design – resultou em um produto notável, capaz de reproduzir com perfeição a experiência de qualquer usuário de centrais de “relacionamento”.

Transcrevo, a seguir, o resultado do uso do assistente virtual da Claro, pelo WhatsApp. Peço que você dê especial atenção aos horários das mensagens.

Transcrição de conversa com o atendente robótico da Claro (parte 1)

Transcrição de conversa com o atendente robótico da Claro (parte 2)

Transcrição de conversa com o atendente robótico da Claro (parte 3)

Transcrição de conversa com o atendente robótico da Claro (parte 4)

Fascinante! O robô digital consegue imitar perfeitamente os robôs humanos! Como eles, tem demoras inexplicáveis entre um elemento de comunicação e outro – mesmo entre elementos dele próprio!

Também como os robôs humanos, tão caros às centrais de “relacionamento”, o robô digital é inteiramente incapaz de fazer qualquer coisa útil.

O robô digital também é perfeitamente capaz de fingir emoções inexistentes, de forma tão pouco convincente quanto seus congêneres humanos.

A cereja do bolo:

Transcrição de conversa com o atendente robótico da Claro (parte 5)

Claro!

O Quartel-Mestre
O Quartel-Mestre
polímata
filomático
pesquisador
escritor

LUIZ CLÁUDIO, o Quartel-Mestre, the Rules Lawyer, conversa e escreve sobre jogadores e jogos de todos os tipos, sobre ludologia, narrativas, poesia, e mais.

Próximo
Anterior