2017-03-28

Nos últimos dias, li notícias que mostram, claramente, excessos e crimes cometidos por pessoas que pretendem combater crimes.

Refiro-me, primeiramente, à violação do sigilo profissional de Eduardo Guimarães. Sim, ele é um notório integrante dos blogs sujos. Sim, ele claramente não pretende ser isento , e tudo o que publica em seu blog tem o claro propósito de servir à causa da canalha.

Não importa. Sabe-se que não existe imprensa neutra ou isenta . Julgar, sem o devido processo legal, que a proteção constitucional não se estende a alguém, com base na qualidade ou no conteúdo do que escreve, é trilhar um caminho extremamente perigoso.

O segundo caso é o da exposição pública do vídeo gravado durante a condução coercitiva do ex-presidente Lula, em março de 2016. Pesam graves acusações contra o ex-presidente, e — pessoalmente — acredito ser ele um criminoso.

Não importa. Ele tem os mesmos direitos à sua privacidade e à inviolabilidade de seu lar que quaisquer outras pessoas têm. Violar estes direitos, mais uma vez, é trilhar um caminho que pode não ter volta.

Combati e combato, com minhas palavras, os criminosos que estiveram e que estão no poder. Da mesma forma que não admito que esta canalha use o Estado de Direito para acobertar e favorecer seus crimes, não quero ver os agentes do mesmo Estado de Direito cometerem crimes, ainda que em combate aos primeiros criminosos.

O Quartel-Mestre
O Quartel-Mestre
polímata
filomático
pesquisador
escritor

LUIZ CLÁUDIO, o Quartel-Mestre, the Rules Lawyer, conversa e escreve sobre jogadores e jogos de todos os tipos, sobre ludologia, narrativas, poesia, e mais.

Próximo
Anterior