2016-12-01

FB image

A ação obscena dos nossos parlamentares, com o silêncio público cúmplice do Executivo (e, suspeita-se, com sua ativa conivência nos bastidores) não vai passar em branco. No dia 4 de dezembro, vamos novamente demonstrar nosso desprezo por esta súcia que elegemos.

Merece também condenação, mas de outra natureza, a atitude dos membros do Ministério Público, que ameaçaram abandonar as suas atividades na operação Lava-Jato, por rejeitarem a ação parlamentar.

Senhores procuradores, cumpram seu dever! Este é um dever funcional, é um dever moral, é um dever patriótico. Há mais de dois anos que os apoiamos; não se comportem agora como meninos birrentos, querendo apanhar a bola e deixar o campo porque o outro time está trapaceando.

A ninguém deve surpreender que criminosos recorram a meios vis para combater o avanço da Justiça. O desespero força a canalha a deixar cair as máscaras, ao mesmo tempo que se procuram usar a nossa bandeira para esconder o sol e encobrir seus crimes.

Tanto melhor; combateremos à sombra.

O Quartel-Mestre
O Quartel-Mestre
polímata
filomático
pesquisador
escritor

LUIZ CLÁUDIO, o Quartel-Mestre, the Rules Lawyer, conversa e escreve sobre jogadores e jogos de todos os tipos, sobre ludologia, narrativas, poesia, e mais.

Próximo
Anterior