2016-08-06

FB image

A história de nosso grande maratonista fez dele a melhor escolha para acender a pira olímpica, por ter sido um exemplo inesquecível de superação e de fair play — esta, uma característica pouco incentivada em nossa cultura, infelizmente.

Mas a imagem de Vanderlei Cordeiro de Lima acendendo a pira é mais do que isso. Ele também é a demonstração viva de um sentimento, muito humano, que serve como a base de um samba de Paulo Vanzolini, imortalizado por Beth Carvalho

Ali onde eu chorei Qualquer um chorava Dar a volta por cima que eu dei Quero ver quem dava Um homem de moral Não fica no chão Nem quer que mulher Lhe venha dar a mão Reconhece a queda E não desanima

Nós levamos muitos tombos. Vamos levar muitos mais. A verdadeira medida do valor não está no cair, mas no levantar.

Levanta, sacode a poeira E dá a volta por cima

Obrigado pelo exemplo, Vanderlei. Que o fogo de sua alma ilumine o futuro.

O Quartel-Mestre
O Quartel-Mestre
polímata
filomático
pesquisador
escritor

LUIZ CLÁUDIO, o Quartel-Mestre, the Rules Lawyer, conversa e escreve sobre jogadores e jogos de todos os tipos, sobre ludologia, narrativas, poesia, e mais.

Próximo
Anterior