This I believe

A profissão de fé de Robert Heinlein.

Em tempos nos quais tanto se desespera, é sempre bom lembrar algumas coisas. Um dos grandes escritores do século XX, Robert Heinlein, fez sua profissão de fé, pelo rádio, em 1952. Seu texto, intitulado This I believe, remete a muitas circunstâncias de sua época e de seu país, mas não há que se negar que ele mostra claramente a sua fé no espírito humano, que também compartilho. Os últimos parágrafos bem encerram o texto:

E, por último, eu acredito em toda a minha raça. Amarelos, brancos, negros, vermelhos, pardos — na honestidade, coragem, inteligência e durabilidade… a bondade… da esmagadora maioria dos meus irmãos e irmãs em toda parte deste planeta. Eu me orgulho de ser humano. Eu acredito que chegamos até aqui sempre no limite, que nós sempre vamos conseguir sobreviver no limite — mas acredito que nós sempre vamos conseguir… vamos sobreviver… vamos continuar. Eu acredito que este embrião pelado, que tem uma caixa craniana dolorosa e aumentada, junto com um polegar opositor, vai perdurar — perdurar mais do que nosso planeta natal, vai se espalhar por outros planetas, para as estrelas, e além, levando consigo sua honestidade, sua curiosidade insaciável, sua coragem ilimitada — e sua essência, decente e nobre.

Acredito nisto com todo o meu coração.

Texto completo em https://www.awakin.org/read/view.php?tid=468.

O Quartel-Mestre
O Quartel-Mestre
polímata
filomático
pesquisador
escritor

LUIZ CLÁUDIO, o Quartel-Mestre, the Rules Lawyer, conversa e escreve sobre jogadores e jogos de todos os tipos, sobre ludologia, narrativas, poesia, e mais.

Próximo
Anterior