Alexandre Frota

Os mercadores da carne.

Alexandre Frota dirige-se ao ministério da Educação, com o intuito de oferecer suas propostas para as atividades da pasta. Tanto ele quanto o ministro são vilipendiados. Afinal, Alexandre Frota é hoje um mercador da carne, própria e alheia, para o deleite dos devassos, e um ministro de Estado não pode assim se rebaixar.

Penso nas palavras, já seculares, de um dos grandes dramaturgos:

Nós temos grandes classes de homens prostitutos: por exemplo, os dramaturgos e jornalistas, entre os quais me incluo; para não mencionar as legiões de advogados, médicos, clérigos, e políticos, que diariamente empregam suas melhores capacidades para esconder seus verdadeiros sentimentos — um pecado perto do qual aquele de uma mulher, que vende o uso de sua pessoa por algumas horas, é tão venial que sequer merece menção; pois homens ricos sem convicção são mais perigosos, na sociedade moderna, do que mulheres pobres sem castidade.

– George Bernard Shaw, prefácio a Mrs. Warren’s Profession (1902)

O Quartel-Mestre
O Quartel-Mestre
polímata
filomático
pesquisador
escritor

LUIZ CLÁUDIO, o Quartel-Mestre, the Rules Lawyer, conversa e escreve sobre jogadores e jogos de todos os tipos, sobre ludologia, narrativas, poesia, e mais.

Próximo
Anterior