2016-04-12

Replico, abaixo, uma mensagem que recebi pelo WhatsApp. Meus comentários seguem-se ao final do texto original, que inicia e encerra com uma sequência de asteriscos.


Olá, colegas de farda - Conclamação do Ten-Brig Gilberto Burnier.

ALERTA BRASIL !!! Estamos na reta final para o Impeachment, a guerra de mentiras está em seu pior momento para que percamos a fé na queda deste governo corrupto.

Sobram boatos e Lula está a se proclamar ministro, uma desmoralização para o já sujo e combalido STF.

Diz a Bíblia: combati o bom combate e não titubiei na fé. Não é hora de desacreditar, de sucumbir, de cair no jogo sujo dos vermelhos petistas. Somos a maioria e seguiremos na luta, mas temos que nos organizar.

  1. Ir às ruas nas grandes manifestações é essencial. Não é carnaval, é manifestação civil pacífica e organizada. Políticos vivem de contar votos, estão desesperados com a possibilidade de perder suas eleições. Quem acredita que apenas a violência resolve, deve rever seus conceitos fajutos.

  2. Não atacar quem já apoia o Impeachment, mesmo que este político só tenha mudado de opinião agora. Todos os votos contra Dilma são a nosso favor ! Atacá-los significa fazê-los pensar que, talvez, seja melhor seguir apoiando o governo, pensem nisso !

  3. Parem de escrever posts dizendo que não vai dar em nada … Parabéns, você está ajudando MUITO o PT ! Pare de ser tolo e baixar a moral da Tropa ! Vence a guerra quem acredita na vitória. Somos maioria, temos ajuda da economia destruída, desemprego galopante e inflação em alta. Isso, o PT não tem como corrigir - nem com mágica. Não seja um derrotista, esta é a hora da coragem !

  4. As polícias e as Forças Armadas estão do nosso lado, mas seguem a Constituição. Exatamente por isso, votado o Impeachment Temer assumirá e será o novo comandante das FA. Assim, desaparecem Aldo Rebelo e Dilma, teremos Tropas livres para serem acionadas pelo novo presidente em nossa proteção. Poucos pensaram nisso até agora, preferem dizer que as Forças Armadas são petistas . Parabéns de novo ! Se você escreve estas coisas, filie-se logo ao PT. Melhor é parar de escrever besteiras !

  5. Cobrar, em seus Estados, daqueles políticos que ainda não declararam votos contra Dilma. Cercar os mesmos no desembarque e embarque semanal nos aeroportos, cobrar sem trégua ! Faltam poucos dias, temos que agir agora !

  6. Eduardo Cunha é um pilantra, mas é, hoje, o pior e maior inimigo do PT inteiro. Inimigo do meu inimigo, na guerra, é meu amigo. Primeiro, derrubar o PT e sua ideologia demoníaca, depois os outros serão mais fácil. Corremos o risco de Cunha cair e Dilma se salvar, se não cessaram os ataques a ele. Atenção, não pedimos apoio a Cunha, mas por hora parar com a hostilidade pública contra o mesmo nas ruas, no atual momento.

  7. Focar nas manifestações o pedido da prisão de Lula, a queda de Dilma, o apoio incondicional ao Juiz Sérgio Moro / Polícia Federal / MPF e é fundamental pedir a investigação contra Renan Calheiros, aquele bandido que está sustentando o PT e sabotando o Impeachment, para tentar se salvar da Operação Lava Jato. Temos que focar em atacar o Renan Calheiros, isto é fundamental neste momento !

  8. Parem os ataques a Marina Silva e Aécio Neves também, eles serão combatidos na hora certa. Nem derrubamos o PT e estão a atacar quem lidera votos contra Dilma ? Repetimos: pessoas inteligentes, sendo atacadas, pensariam em se aliar ao PT - ao invés de o derrubar. Se nos colocam todos no mesmo saco , por que apoiar o Impeachment ? Uma batalha por vez e venceremos a guerra. Todas batalhas de uma vez só, estaremos condenados ao fracasso.

Quem puder, venha para Brasília no dia da votação do Impeachment. A pressão popular nesse dia será muito importante.

Nossas dicas são baseadas em estratégia, não em emoções ou achismo. Coloquem em prática e a queda da comunista Dilma Roussef será certa.

Acabou o tempo do amadorismo, hora de profissionalizar o combate aos inimigos do Brasil.

Divulguem em todos seus grupos e para amigos de todo o Brasil. Faltam boas informações e sobram boatos e tristezas.

O jogo está apenas começando, hora de resistir e agir com inteligência !

BRASIL ACIMA DE TUDO!!!


Não faço ideia se o texto é, de fato, de autoria do brigadeiro Gilberto Burnier; vou supor que sim.

O brigadeiro Gilberto Burnier, hoje na reserva, é filho do falecido brigadeiro João Burnier, responsável por crimes bárbaros durante o regime militar. Não pesam contra o brigadeiro Gilberto Burnier acusações da mesma espécie, mas sim acusações de tráfico de influência, nepotismo e outros crimes da moda.

Tudo isso torna o texto ainda mais notável.

Que um oficial-general reformado se manifeste contra um governo não é nada de mais. Ele já não enverga a farda, e equivale a um aposentado. Ele tem todo o direito de se manifestar contra ou a favor do que quiser, como todo cidadão.

O que impressiona é ver um oficial general reformado — especialmente alguém com este histórico familiar e pessoal — conclamar os colegas de farda a atuarem de forma legal e constitucional, em obediência a um governo do qual ele discorda, e para o qual ele deseja uma saída também legal e constitucional.

Este tipo de manifestação seria impensável, inimaginável, há alguns anos. No dia em que o Plano Collor confiscou a poupança, foi o próprio Lula quem disse: Se nós tivéssemos feito isso, no dia seguinte os tanques estavam na rua! Não faz tanto tempo assim.

A crise política atual é, como toda crise, passageira. Ela tem dimensões que vêm do passado e que vão se estender pelo futuro, mas o momento de crise é, justamente, momentâneo.

Ver um oficial-general reformado defendendo as vias legais para a retirada de um governo criminoso tem outra natureza. É a validação, a coroação das lutas de duas gerações, a que viu o regime militar se instalar, e a que nasceu sob ele. A luta do nosso país contra o regime militar, contra o regime de exceção, que tem como símbolo ainda presente a Constituição de 1988, teve sucesso! Nossos militares estão a serviço do país, sob as autoridades legalmente constituídas, respeitando a hierarquia.

Esta é uma vitória histórica.

O Quartel-Mestre
O Quartel-Mestre
polímata
filomático
pesquisador
escritor

LUIZ CLÁUDIO, o Quartel-Mestre, the Rules Lawyer, conversa e escreve sobre jogadores e jogos de todos os tipos, sobre ludologia, narrativas, poesia, e mais.

Próximo
Anterior