Jogando com novatos

Vale a pena jogar com noobs?

Levante a mão quem já nasceu sabendo jogar — RPG, jogo de tabuleiro, games, não importa. Ninguém?

Que surpresa… parece que todos nós já fomos noobs na vida, não é mesmo?

O fato é que existem muitos jogadores que dizem “Eu não jogo com noobs”. Os novatos, aparentemente, são uma espécie de leprosos na comunidade lúdica, e contato com eles pode ser prejudicial à sua saúde.

Puro preconceito. E burro, como todo preconceito. Ora, se você ainda não se deu conta disso, o hobby dos jogos precisa de um influxo constante de novos jogadores. A razão é simples: existe um fator permanente de “atrito” no meio, que retira jogadores antigos do meio. De onde vem este atrito?

Da vida real. Namoro, trabalho, estudo, tudo isso conspira para matar a disponibilidade lúdica que apreciamos por tanto tempo antes destes fatores entrarem em ação.

Muitos que estão lendo esta coluna aprenderam a jogar sozinhos, na marra. Foi também o meu caso, com os RPGs e com muitos outros jogos. Mas a melhor maneira de aprender a jogar é com alguém mais experiente, que ensine os truques e as artimanhas.

Jogar com novatos tem uma desvantagem. O desafio lúdico é reduzido. Mas há uma vantagem correlata: se você souber ensinar bem o novato, em pouco tempo você terá um adversário à altura.

Mais uma vantagem: você pode ter agregado mais um jogador ao seu grupo. Quando o seu amigo de anos tiver que parar por causa do mestrado, isso não vai impedir o grupo de continuar jogando. E ainda outra vantagem: novatos frequentemente trazem ideias e perspectivas novas. Às vezes são boas ideias, às vezes não são, mas sempre é possível aprender com eles.

Quando jogo com novatos eu sempre faço questão de explicar não apenas como jogar, mas também como jogar bem. Eu explico os macetes, as táticas e as estratégias de meu jogo. Isso acelera a formação de um adversário de bom nível.

Mas já vi ser empregada uma perspectiva diferente. Existem aqueles que jogam com novatos para sacaneá-los, porque são presa fácil. Pessoalmente, acho uma posição deplorável, mas já passei por isso, aprendendo alguns jogos com um jogador bem sacana e não me arrependo. A experiência funcionou como um espelho negro do que eu gosto de imaginar que é o meu papel ao ensinar outros.

Jogar com novatos é útil e necessário. Qual é a sua posição? Você joga com noobs?

O Quartel-Mestre
O Quartel-Mestre
polímata
filomático
pesquisador
escritor

LUIZ CLÁUDIO, o Quartel-Mestre, the Rules Lawyer, conversa e escreve sobre jogadores e jogos de todos os tipos, sobre ludologia, narrativas, poesia, e mais.

Próximo
Anterior