A Batalha do Rio da Prata

Publicado em 03/04/2008 | consim, wargames, Rio da Prata, combate naval, HMS Exeter, HMS Ajax, HMS Achilles, KMS Admiral Graf Spee



Command at Sea é um jogo consim naval extremamente detalhado sobre os combates aeronavais da 2ª Guerra Mundial. Em 2008, tive oportunidade de coordenar uma partida via e-mail de Command at Sea e esta página mostra o resultado.

Para esta partida, selecionamos o cenário da batalha do Rio da Prata, travada em 13 de dezembro de 1939. Os participantes eram Edward, comandando o KMS Admiral Graf Spee; Luiz Bayard, comandando o HMS Exeter; e Felipe Betschart, comandando o HMS Ajax e o HMS Achilles.

06:18

A partida se iniciou em 20 de junho de 2008, com as seguintes mensagens do coordenador:

Situação Operacional

Quando a situação política na Europa se deteriorou no verão de 1939, o “encouraçado de bolso” (panzerschiff) Admiral Graf Spee partiu do porto de Wilhelmshaven em 21 de agosto de 1939 e seguiu para alto-mar, esperando novas instruções. Estas instruções chegaram em 26 de setembro, quando o comandante Langsdorff recebeu ordens de iniciar operações contra a navegação mercante britânica. No Atlântico Sul, entre 30 de setembro de 1939 e 7 de dezembro de 1939, o Graf Spee afundou nove navios, totalizando 50.089 toneladas. Surpreendentemente, ninguém morreu nestas operações.

A devastação infligida pelo Graf Spee era tão séria que forças de caça especiais, formadas por belonaves britânicas e francesas, foram formadas para localizar e destruir o navio germânico.

Em 2 de dezembro de 1939, o cargueiro Doric Star foi capturado ao largo da costa da África. Contudo, ele conseguiu emitir o sinal de rádio “RRR” (ataque de corsário), indicando que estava sob ataque peloGraf Spee, antes que o seu sinal de rádio fosse bloqueado. Quando o Comodoro Harwood, da Força de Caça “G” (Achilles, Ajax e Exeter), recebeu as notícias do Doric Star, concluiu que o Graf Spee a seguir cruzaria o Atlântico Sul em direção à América do Sul, para evadir-se à perseguição que certamente se seguiria. Harwood sempre acreditara que, cedo ou tarde, o comandante Langsdorff seguiria para a área do Rio da Prata, para tirar vantagem do intenso tráfego mercante dos portos de Buenos Aires e Montevideo. Assim, ele deu ordem para a Força G concentrar-se nas vizinhanças do Prata.

Neste meio tempo, em 6 de dezembro de 1939, o Graf Spee encontrou-se com seu navio de abastecimento, o Altmark, para transferir prisioneiros e reabastecer-se de suprimentos e combustível. Então, o comandante Langsdorff deu ordens para seguir para a área de Buenos Aires para uma última investida antes de retornar à Alemanha.

Localização

Ao largo do estuário do Prata, aproximadamente a 240 milhas náuticas a leste do Cabo Santa Maria. Quarta-feira, 13 de dezembro de 1939, 06:18 hora local.

Situação Tática

No início da manhã de 13 de dezembro de 1939, os vigias do Achilles avistaram fumaça de um navio que ainda estava abaixo do horizonte e o Exeter recebeu ordens de investigar. Ao mesmo tempo os vigias no Graf Spee avistaram os mastros de uma, depois dois, depois três belonaves. O Graf Spee preparou-se para combate e o Exeter confirmou a identidade do navio desconhecido como o Graf Spee. As duas forças continuaram a se aproximar e às 06:18 começou a Batalha do Rio da Prata.

Ambiente

Visibilidade: limpo (100%). Vento: brisa forte (13 nós) de sudeste (135°). Estado do mar 3. Nascer do sol às 05:56.

Forças Alemãs

Encouraçado de bolso Admiral Graf Spee (classe Deutschland), comandante Capitão de Mar e Guerra (Kapitän zur See) Hans Langsdorff, no curso 135°, velocidade 11 nós. Velocidade máxima 28 nós. Armamento principal: 6 canhões de 280mm. Armamento secundário: 8 canhões de 150mm. Armamento terciário: 6 canhões de 105mm. Torpedos: oito tubos de torpedos de 533mm.

Forças Britânicas

Força de Caça G, comandada pelo Comodoro Henry Harwood, a bordo do Ajax.

Cruzador leve Ajax (classe Leander), comandante Capitão C. H. L. Woodhouse. Velocidade máxima: 32 nós. Armamento principal: 8 canhões de 6 polegadas. Armamento secundário: 8 canhões de 4 polegadas. Torpedos: 8 tubos de torpedos de 533mm. 2 aeronaves de patrulha Fairey Seafox. 3 Cargas de profundidade Mk VII.

Cruzador leve Achilles (classe Leander), comandante Capitão Edward Perry. Velocidade máxima: 32 nós. Armamento principal: 8 canhões de 6 polegadas. Armamento secundário: 8 canhões de 4 polegadas. Torpedos: 8 tubos de torpedos de 533mm. 3 Cargas de profundidade Mk VII.

Cruzador pesado Exeter (classe York), comandante Capitão Frederick Bell. Velocidade máxima: 32 nós. Armamento principal: 6 canhões de 8 polegadas. Armamento secundário: 4 canhões de 4 polegadas. Torpedos: seis tubos de torpedos de 533mm. 1 aeronave de patrulha Walrus.

A distância entre o Graf Spee e o Ajax é de 20.000 jardas. O Graf Spee está no rumo 320° a partir do Ajax.

A Força G está em formação de coluna (Ajax, Achilles, Exeter), com separação de 1.000 jardas entre os navios, no curso 070°, velocidade 14 nós.

Esta imagem mostra a situação tática no início do jogo:

0618.jpg

As ordens britânicas eram as seguintes:

Engajar o Graf Spee e destruí-lo, ou danificá-lo o bastante para impedir que escape. Persiga e reporte se o Graf Spee tentar desengajar.

As ordens alemãs eram as seguintes:

Procurar e destruir navegação mercante inimiga. Evitar engajar forças inimigas a menos que seja inevitável; neste caso, tome todas as providências para impedir a perseguição e detecção posteriores.

Uma nota: o jogador alemão (Edward), sempre que mandava suas ordens, acrescentava uma descrição do que estava acontecendo no passadiço (“ponte de comando”) do Graf Spee e do que o Capitão Hans Langsdorff estava pensando. Estas mensagens seguem na íntegra, para que vocês possam apreciar um verdadeiro role-player em ação.

06:00hs

Acabava de sair do refeitório depois do café da manhã e dirigia-se a ponte de comando.

PENSAMENTO

Depois de mais alguns navios afundados, retornaremos para casa… Estamos precisando rever nossos parentes… A vida a bordo não é tão ruim como dizem, mas pisar em terra firme outra vez seria algo muito bom de se fazer e…

Seu pensamento foi interrompido pelo relato do pessoal da cabine de comando, o tempo era bom e firme… e mais as informações de praxe, quando soa pelo comunicador “sinais de fumaça vindo de nossa proa ligeiramente a direita… Navios de guerra inimigos…”

“São ingleses senhor… Ajax, Achiles e o Exeter…”

Pegou o binóculo e confirmou no visual… Sem tirar os binóculos… e com firmeza na voz, fala… ““Leme à esquerda, proa 090, acelerar para velocidade máxima… Disparar com os principais e os secundários contra o Exeter… Soe o alarme de combate… Preparar para ação…”

Tudo acontece de imediato…

06:21

Ajax e Achilles curvam à esquerda para a proa 320, Exeter curva à esquerda para proa 050 e Graf Spee curva à esquerda para proa 090. A distância entre o Exeter e o Graf Spee é de 18,400 jardas.

Graf Spee faz fogo contra o Exeter, usando todas as baterias principais e as secundárias de boreste.

Baterias principais

médio alcance +50%

6 tubos disparando +10%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%


total 55%

lance de dados 97

resultado errou

Baterias secundárias

extremo alcance +10%

primeira salva (ranging shot) -10%

4 tubos disparando +5%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%


total 0%

lance de dados irrelevante

resultado errou

Exeter faz fogo contra o Graf Spee, usando todas as baterias principais.

Baterias principais

longo alcance +20%

primeira salva (ranging shot) -10%

6 tubos disparando +10%

alvo tamanho B -10%

alvo de quarto dianteiro +0%


total 10%

lance de dados 31

resultado errou

O Achilles não pode disparar, o Ajax está na frente.

Fogo do Ajax:

Bateria principal

longo alcance +20%

primeira salva (ranging shot) -10%

2 tubos disparando +0%

alvo tamanho B -10%

alvo de quarto dianteiro +0%


total 0%

lance de dados irrelevante

resultado errou

Mensagem do comandante alemão:

Hans olha pelo binóculo e vê a manobra efetuada pelos ingleses…Ao seu lado, também, de binóculos seu 2º em comando… Haviam discutido em tom baixo, a melhor tática a ser empregada e chegaram à conclusão que na manobra dos cruzadores leves teriam alguma vantagem…

Vira-se para o seu 2º em comando e…

“….. Continuem atirando no Exeter… Esquerda proa 070 e acelere ao máximo… A intenção é de nos afastar dos cruzadores leves e manter fogo total em cima do Exeter… E avise aos rapazes que se afundarmos o Exeter, terão uma garrafa de rum a mais no jantar… Afundando o Ajax ou o Achilles, terão um barril de rum a mais no jantar… E… é claro… se afundarem todos, evidentemente terão uma estadia 5 estrelas em Montevidéo… Tudo pago pelo nosso FührerHeil Hitler!…”

0621.jpg

06:24

O Graf Spee faz curva à esquerda para proa 070 e acelera para 26 nós. O Exeter faz curva à esquerda para proa 030 e acelera para 24 nós. O Achilles faz curva à direita para proa 350 e acelera para 18 nós. O Ajax mantém a proa 320 e acelera para 18 nós.

O Graf Spee faz fogo contra o Exeter com toda a bateria principal e a secundária de boreste, à distância de 16.500 jardas.

Bateria principal

médio alcance +50%

6 tubos disparando +10%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%


total 55%

lance de dados 98

resultado errou

Bateria secundária

longo alcance +20%

4 tubos disparando +5%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%


total 20%

lance de dados 86

resultado errou

O Exeter faz fogo contra o Graf Spee com toda a bateria principal e a bateria secundária de bombordo, à distância de 16.500 jardas.

Bateria principal

longo alcance +20%

6 tubos disparando +10%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 23%

lance de dados 97

resultado errou

Bateria secundária

extremo alcance +10%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 3%

lance de dados 35

resultado errou

O Ajax faz fogo contra o Graf Spee com a torre principal de vante, à distância de 15.000 jardas. O alcance já permitiria o fogo das baterias secundárias, mas elas não têm ângulo de tiro.

Bateria principal

longo alcance +20%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 13%

lance de dados 93

resultado errou

O Achilles faz fogo contra o Graf Spee com a torre principal de vante, à distância de 16.100 jardas.

Bateria principal

longo alcance +20%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 13%

lance de dados 33

resultado errou

Mensagem do comandante alemão:

Observando da ponte de comando, Hans observa que várias colunas d’água, sobem ao lado de seu navio… No entanto, não demonstra preocupação… Confia no treinamento dado aos seus artilheiros… São os melhores… O orgulho da marinha alemã…

“…Mantenha a proa… toda a força a frente…. e…. acertem aquele maldito inglês… Fogo, com primário e secundário…”

Baixando o binóculo e olhando para o seu 2º em comando diz…

“… quando estiverem no alcance das terciárias, abram fogo também… Mexa-se! Não fique ai parado olhando para mim… Avise ao oficial de tiro, que ou ele acerta o alvo ou ele será o alvo para praticarmos tiro…”

Ia levantando o binóculo e sem olhar para trás, fala…

" … E Müler, peça para que alguém traga mais café por favor…”

Olha mais uma vez para fora a espera de resultados…

0624.jpg

06:27

O Graf Spee mantém a proa e acelera para velocidade máxima. O Ajax curva para a direita e assume a proa 350, acelerando para 23 nós. O Achilles curva para a direita e assume a proa 000, acelerando para 23 nós. O Exeter curva para a esquerda e assume a proa 010, acelerando para 29 nós.

O Graf Spee faz fogo contra o Exeter com toda a bateria principal e a secundária de boreste, à distância de 13.800 jardas.

Bateria principal

médio alcance +50%

6 tubos disparando +10%

terceira salva +10%

alvo tamanho B -10%


total 60%

lance de dados 93

resultado errou

Bateria secundária

longo alcance +20%

4 tubos disparando +5%

terceira salva +10%

alvo tamanho B -10%


total 25%

lance de dados 54

resultado errou

O Exeter faz fogo contra o Graf Spee com toda a bateria principal e a bateria secundária de bombordo, à distância de 13.800 jardas.

Bateria principal

longo alcance +20%

6 tubos disparando +10%

terceira salva +10%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 33%

lance de dados 90

resultado errou

Bateria secundária

extremo alcance +10%

alvo tamanho B -10%

terceira salva +10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 13%

lance de dados 52

resultado errou

O Ajax faz fogo contra o Graf Spee com a torre principal de vante, à distância de 12.300 jardas.

Bateria principal

longo alcance +20%

terceira salva +10%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 23%

lance de dados 78

resultado errou

O Achilles faz fogo contra o Graf Spee com a torre principal de vante, à distância de 13.600 jardas.

Bateria principal

longo alcance +20%

terceira salva +10%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 23%

lance de dados 37

resultado errou

Mensagem do comandante alemão:

Hans olhava pelo binóculo quando ouviu os estampidos e observou que mais uma vez erraram o alvo… Abaixou os binóculos, recebeu sua xícara de café e encaminhou-se até a mesa onde estavam os mapas… Serviu-se de mais um gole de café e tornou a olhar para fora… Acendeu seu cachimbo, abriu uma das escoltilhas da parte de trás da cabine de modo que a fumaça não atrapalhasse o bom andamento do serviço…

Olhava para o relógio e pensava, no tempo em que se gastava para recarregar e disparar… 06:28…

“… Müller!… O que acha disso… o cão ingles corre na nossa direção… Hum… dificulta a marcação de tiro… E outra coisa… Mande disparar as baterias terciárias… aparenta estar no alcance delas… Hum… Vamos mandá-los de volta para a Inglaterra num barco a remo… he! he!…”

Serviu-se de uma baforada do cahimbo, bebeu mais um golde de café e…

“… mantenha proa, velociade máxima… dispare com todos assim que prontos… quero terminar logo esse combate, pois preciso fazer minha inspeção matinal…”

0627.jpg

06:30

O Graf Spee mantém a proa 070 e a velocidade de 28 nós. O Exeter curva para a direita e assume a proa 020, acelerando para 32 nós. O Achilles curva para a direita e assume a proa 035, acelerando para 28 nós. O Ajax curva para a direita e assume a proa 020, acelerando para 28 nós.

O Graf Spee faz fogo contra o Exeter à distância de 11.200 jardas, com toda a bateria principal e a secundária e a terciária de boreste.

Bateria principal

médio alcance +50%

6 tubos disparando +10%

terceira salva +10%

alvo de lado +5%

alvo tamanho B -10%

alvo a mais de 30 nós -10%


total 55%

lance de dados 87

resultado errou

Bateria secundária

longo alcance +20%

4 tubos disparando +5%

terceira salva +10%

alvo de lado +5%

alvo tamanho B -10%

alvo a mais de 30 nós -10%


total 20%

lance de dados 84

resultado errou

Bateria terciária

longo alcance +20%

primeira salva -10%

alvo de lado +5%

alvo tamanho B -10%

alvo a mais de 30 nós -10%


total -5%

lance de dados irrelevante

resultado errou

O Exeter faz fogo contra o Graf Spee com toda a bateria principal e a bateria secundária de bombordo, à distância de 11.200 jardas.

Bateria principal

médio alcance +50%

6 tubos disparando +10%

terceira salva +10%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 63%

lance de dados 52

resultado acertou

Projetil AP (armor piercing) com penetração 31 contra blindagem 14, perfura a blindagem causando 14 x 6 = 84 pontos de danos e 5 danos críticos: leme, AA leve, Engenharia, AA área, Passadiço.

Bateria secundária

longo alcance +20%

alvo tamanho B -10%

terceira salva +10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 23%

lance de dados 47

resultado errou

O Ajax faz fogo contra o Graf Spee com toda a bateria principal e a bateria secundária de bombordo, à distância de 10.200 jardas.

Bateria principal

médio alcance +50%

terceira salva +10%

4 tubos disparando +5%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 63%

lance de dados 57

resultado acertou

Projetil AP (armor piercing) com penetração 23 contra blindagem 14, perfura a blindagem causando 13 x 4 = 52 pontos de danos e sem causar danos críticos.

Bateria secundária

longo alcance +20%

alvo tamanho B -10%

primeira salva -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 3%

lance de dados 32

resultado errou

O Achilles faz fogo contra o Graf Spee com toda a bateria principal e a bateria secundária de bombordo, à distância de 11.800 jardas.

Bateria principal

longo alcance +20%

terceira salva +10%

4 tubos disparando +5%

alvo tamanho B -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 33%

lance de dados 30

resultado acertou

Projetil AP (armor piercing) com penetração 5 contra blindagem 6, não perfura a blindagem causando 2 x 4 / 2 = 4 pontos de danos e sem causar danos críticos.

Bateria secundária

longo alcance +20%

alvo tamanho B -10%

primeira salva -10%

alvo de lado +5%

concentração de fogo -2%


total 3%

lance de dados 63

resultado errou

Resultado dos danos infligidos:

  • a velocidade máxima do Graf Spee caiu para 9 nós

  • um dos canhões terciários de boreste está fora de combate

  • o dano crítico ao passadiço (bridge) significa que o navio está sem controle por alguns turnos

Nota: quando preparei a imagem abaixo, desloquei os alvos para baixo e para a esquerda em relação aos mapas anteriores, para facilitar a visaualização.

0630.jpg

Tendo cumprido suas ordens de danificar o Graf Spee a ponto de impedi-lo de desengajar, os jogadores britânicos decidem encerrar o jogo, declarando a vitória britânica. Ainda recebi uma última mensagem do comandante alemão:

Hans acompanhava através do binóculo o desenrolar da batalha… Com uma das mãos pega a xícara de café e pode ver mais um clarão de fogo oriundo dos navios ingleses… E quando pensou em ordenar algo… Um barulho de explosão seguido de outros sacodem o navio e de repente tudo ficou escuro…

Um zunido ressoava em sua cabeça… Pouco a pouco foi recobrando a visão e pode ver um enfermeiro fazendo os primeiros socorros… Olhava para ele sem entender o que ele falava… Mas o que ele estava falando… Não sentia seu braço… Olhou para onde vinha a dor e precebeu que o enfermeiro lhe fazia uma tala… O braço estava quebrado… Mas como? O que aconteceu? Pensava rápido… Olhou para o lado e percebeu que a ponte de comando havia sido atingida em cheio… seus oficiais jaziam no chão… O cheiro da morte se fazia presente… O navia deu uma sacudida… Bom sinal… estavam respondendo ao fogo… Estavam? Ou seria otra explosão?… Tentou falar e não ouviu nenhum som saindo de sua boca… Sentiu o gosto de sangue… Lembrava-se desse gosto no treinamento a muito tempo atrás… Mas o que ocorrera naquela época?…

Sentiu um frio momentaneo… Enquanto via o enfermeiro a completar o serviço no seu braço… Müller estava morto ao seu lado e podia ver o sangue saindo de sua roupa… Apontou para o enfermeiro e o mesmo disse-lhe que estava morto… Podia ouvir… podia sentir… Não estava morto… Outra sacudida pode sentir no que sobrou da ponte de comando… Fez menção de se levantar e o enfermeiro o detivera… Mas pode ouvir a sua própria voz, praguejando pela presente situação…E…

“…Como assim não posso me levantar… Ajude-me a levantar marujo… Isso é uma ordem… tem uma batalha acontecendo aqui e agora e não posso passar o resto do dia aqui…”

“… Mas capitão o senhor está ferido e com o braço quebrado… eu preciso…”

“… Ao diabo o que voce precisa, ajude-me a levantar, tenho que saber como está minha tripulação e meu navio… Anda logo cabo, ou com braço quebrado te coloco dentro de um dos canhões e o mando de presete para os ingleses… Anda logo…Ai!…”

Na realidade era um sargento, mas ao ser chamado de cabo, percebeu que era melhor fazer o que ele dizia… E com certo esforço conseguiu colocar o capitão em pé…

Hans sentia tonteiras, dores no corpo, alguma queimação em algum lugar, e a dor do braço quebrado… Olhou para o que sobrou da ponte e percebeu que Krieger acabara de chegar… E antes que ele pudesse falar alguma coisa…

“… Krieger! Müller está morto, voce é agora o segundo em comando… rápido prepare a ponte secundária! Informe a condição do navio…RÁPIDO! MEXA-SE!…”

Krieger saiu dali da mesma forma que chegou… Desaparecera por trás dos escombros…

“… Sargento! Ajude-me a sair daqui… agora… Malditos ingleses… Como está a situação da tripulação e do navio??? Responda???…”

“… Não sei senhor! Mas pude ver que alguns canhões AA estão danificados…”

PENSAMENTO

“… canhões AA fora de combate… o mesmo que matar um elefante com estilingue… AH! médicos… não sabem o que é uma guerra…”

Saindo de lá pode observar que haviam feito um estrago no seu navio… E que estrago aparente… Foi levado para a ponte secundária onde teria condições de comandar o navio…

Krieger ao ve-lo entrar, correu para ajudá-lo…e…

“… Pare de me ajudar! Não sou um inválido… Quero saber dos relatórios… Fale homem! Fale!…”

“… Bem capitão… um dos canhões terciários de boreste está fora de combate; engenharia fora de combate… a velocidade está caindo para no máximo 9 Kt; e o leme foi danificado… estamos curvando para a esquerda… Não há fogo no navio, mas não temos condição de reparar aqui em alto mar e no meio do combate…sinto muito senhor!… E todas as baterias de fogo continuam atirando… noExeter…. senhor…” (Quando disse “senhor” a palavra morreu em sua garganta ao ver a reação de seu capitão…)

Hans sentiu vontade de vomitar… Seu corpo doia… Aquele relatório havia decretado a morte do navio… Os ingleses iriam nos afundar ou nos capturar… Talvez quisessem nosso barco, pois era melhor… Não o teriam… E sem muito ânimo na voz, vira-se para o seu comandado e…

“… Se sobrevivermos a isso, que o oficial de tiro seja mandado para uma corte marcial… Continuem atirando até a marca de 5000 jardas… Prepare os botes salva vidas, pois afundaremos nossa belonave… Avise ao comando da marinha do que estamos fazendo e de nossa presente e insustentável situação…Prepare o pessoal para afundar o navio… Não entregaremos aos ingleses… Vá! Rápido… transmita as ordens…”

Hans deixa seu corpo cair em uma das poltronas enquanto esperava pelo trágico final… E sentiu mais uma trovoada partindo do seu navio ao mesmo tempo que sentia a sacudida peculiar de disparo…

PENSAMENTO

“… Quanto tempo a guerra vai durar? Terei oportunidade de fugir e combater outra vez… Da proxima vez seus ingleses malditos… voces verão… voces verão… será diferente… aaaa….como dói… aaaa…”

Foi um dos últimos pensamentos que Hans Langsdorff teve antes de desmaiar, em face aos seus ferimentos de combate…

Seu navio, sem seu capitão continuava a atirar… Mas Hans não podia mais comandar, dar ordens, ajudar sua tripulação… Estava em outra situação… E quem olhava, podia perceber que seu sono aparentava tranquilidade, mas no fundo, no fundo seu espírito, lutava por voltar, por reanimar aquele corpo adormecido…

O relógio marcava 06:32… Seus canhões atiravam… Parte da tripulação preparava para afundar o navio… Parte da tripulação preparava os botes salva-vidas… Parte da tripulação continuava engajada no combate… Seu capitão era levado para uma parte segura do navio, por alguns tripulantes… Parte da tripulação continuava em serviço guarnecendo seus postos de combate… E parte da tripulação jaziam em seus postos de combates…

Comentários finais

A partida acabou em 3 de abril, com uma vitória marginal britânica. Embora o Graf Spee ainda não estivesse completamente fora de combate, o seu fim era inevitável. Mesmo que afundasse os três navios inimigos, o navio alemão, já localizado, seria fatalmente encontrado por outras forças britânicas (como o HMS Cumberland, que estava nas Falklands).

Os jogadores britânicos mostraram-se um tanto descoordenados no início da partida — o que não é de surpreender, já que era a primeira vez que jogavam CaS. Ambos os lados (especialmente o alemão) demonstraram um azar fenomenal nos dados, até os tiros certeiros do Exeter às 06:30. Como é de praxe em jogos sobre engajamentos navais, foram os danos críticos que decidiram o jogo; não fosse por eles, o Graf Spee teria apenas a velocidade parcialmente reduzida, mas ainda teria condições de manobrar.

Meus parabéns aos jogadores e até a próxima partida!


Autor

Luiz Cláudio Silveira Duarte

Luiz Cláudio Silveira Duarte

Jogador inveterado, pesquisador de jogos, leitor voraz, polímata. Seus interesses de pesquisa são as regras dos jogos e as relações dos jogadores com as regras. Há muito mais, mas assim está bom para começar.